domingo, 14 de setembro de 2008

Breve evolução


Com o passar dos tempos o mundo gira e a tendência (leia-se bem tendência) é de que haja alguma evolução...

Vou zarpar então pelo mar, pelos caminhos da evolução dos barcos e das navegações marítimas indo ao "desconhecido", para tentar em um lento e gradativo processo deixar minha marca neste mundo e não somente divagações boas e vazias (como será na maior parte do tempo, mas tudo dentro de um processo).


Zarpamos em uma Caravela portuguesa e passamos à um Galeão "genérico".

De porte, com maior capacidade de carga, transporte, maior velocidade, melhores acomodações e muito mais armado.

Incrível é o fato de que o homem tem sua evolução rumo ao desconhecido em geral utilizando-se de armamentos para se defender, independentemente do que o aguarda... Uma vez ouvi em um seriado de ficção científica (Star Trek: Enterprise) onde um certo Capitão dizia que era contrário à portar armas em viagens com fins de exploração e pesquisa, mas o tempo o havia feito entender os motivos para utilização das mesmas...

Enfim, adiantando um dos pontos de meus interesses, a militaria, sempre tão mal vista e ao me ver sempre tão mal entendida.

Vamos navegar pois é preciso, com todo o espaço, pessoal e equipamento necessário, seja bélico ou não, o desconhecido pode ser hospitaleiro ou inóspito... Quem sabe até agressivo!

Saludos!

Um comentário:

Lília Viana de Oliveira disse...

É no desconhecido que se evolui mesmo. Descobri-se as coisas novas, e tenta se aproveitar o que pode.


E eu sei, eu sei. Fiquei enchendo o saco pra vc postar mais e nem comentei dessa vez. Mas devo avisar que tenho a péssima mania de ler um post e deixar pra comentar depois. E bem, esse depois pode ser beeeeeem depois mesmo. Ou nunca, ahuhauha :P Mas se te conforta, eu sempre leio ;) Taaa, nem sempre. Mas quase sempre :D

Bjukas :)