domingo, 24 de janeiro de 2010

For some day... That is already left behind...



Foi um dia especial... De um alguém especial... À 14 dias atrás...







É incrível às vezes como a vida nos prega determinadas "peças" em nós e acabamos em situações inusitadas ou conhecendo pessoas que possuem realmente um diferencial... um algo à mais... em relação à nossas vidas pelo menos.


No ano passado, está até perto de completar um ano, conheci uma pessoa, com as madeixas de chamas, olhar brilhante e uma porção de outros pequenos detalhes, assim como as sardas em seu rosto...
Poderia até mesmo parecer um ser mitológico por soltar chamas de sua cabeça e outras energias em sua presença...



Mas não...
Era real e bem real...


Cores vívidas nos mais diversos detalhes, dos olhos as sardas, até o toque suave das mãos com dedos que parecem de menina, ou ora de menino, foi uma situação interessante ver que até mesmo a pele rubra guardava em si uma magia especial...


No dia em que o mundo parou à "20 e poucos anos" atrás, mais especificamente no verão do oitavo ano dos anos 80, no ano em que o mundo viu um país criar sua "constituição cidadã" e onde vimos também o mundo se despedir de um dos maiores gênios que o automobilismo viu (adeus e com carinho comendador Enzo Ferrari), então que logo no início desse ano em seu primeiro mês ao contar do décimo dia, veio ao mundo um brilho, que se já raiou com seus cabelos cor-de-fogo ao sair de materno ventre eu não sei...
Mas que esse brilho latente já estava isso é certeza.


Aliás que numerologia peculiar, com o mês 1 e dia 10, número que é completo por natureza que representa elo importantíssimo em nossos códigos numéricos e de medidas, e sendo o "1" a "décima parte" do dez e sendo ele a unidade.


Então... que ao passar de anos e anos acumulam-se experiências, vivências, amizades, memórias, lembranças, passagens e devaneios, para chegarmos ao momento singular em todo ano de nos lembrarmos da origem.
Celebrarmos e agradecermos... Enfim... Todo o rito típico e característico de nossa cultura.


O importante mesmo é que esse dia se tornou um bom tanto especial à mim também pois como costumo dizer: "pessoas vem e vão, o importante são as marcas que elas deixam"... E essa marca ficou, marcou efetivamente como se fosse o ferro em brasa sobre o couro.


Marca boa que tive da passagem dessa pessoa em minha vida, marca feliz, triste também e quem sabe até frustrante, mas ainda sim frutificante... Muito aprendi com aquela que eu chamava de garota, e mais ainda tenho a aprender com as lições que ela certamente me deu e eu certamente não entendi...



Saí de um estado de sono, de coma praticamente e voltei a efetivamente acreditar em uma série de coisas que eu me via "forçado", por uma razão imbecil, à renegar.
Voltei a crer e não somente crer, mas também a ver, sentir, tocar...
Quem me dera dizer amar, mas isso seria de um peso e responsabilidade imenso e dado que pretendo que a pessoa veja esse texto isso iria a espantar de uma vez... Enfim...


Paixão seja pela pessoa ou seja pela vida, sim, sem dúvida que tive e ainda tenho e por isso o dia de celebrar o início da existência desse ser é também algo a ser celebrado por mim sim!
Por que sendo essa criatura tão sútil e poderosa, foi capaz de não só entrar em minha vida como tomar de assalto várias coisas em minha existência, cravar seu nome em minha mente com golpes que deveriam ser letais...



Mas ao final de toda essa "violência"... Restou somente paz e serenidade... aliás... nem vi o processo violento... só depois que fiz idéia de tal pelos "efeitos colaterais", mas que bom que foi assim... De outra forma não seria tão bom...


Celebro tardiamente aqui o início de uma vida que chega hoje aos 21, número impreciso, incerto de divisores peculiares, mas que de divisor de águas tem muito, aparentemente ou não, legalmente ou não...


Quem me fez aprender que "ensinar é lembrar aos outros que eles sabem tanto quanto você", definitivamente sabe bem mais do que eu... Ah se sabe...


Fica aqui o meu carinho registrados em palavras que não se comparam ao abraço caloroso que ela tem...
Fica aqui meu registro que não se compara ao sentimento de apreço que em mim reside.



Parabéns, tudo de bom, te terei em minhas memórias sempre e sentirei imensamente a tua falta quando estiveres longe...


Aliás... já sinto... mesmo estando perto, porém longe e a cada dia estarás mais longe, mas as marcas ficaram perto e a cada dia mais perto...





Painted on My Heart - The cult






I thought you'd be out of my mind
And I'd finally found a way to learn to live without you
I thought it was just a matter of time
Till I had a hundred reasons not to think about you


But it's just not so
And after all this time, I still can't let go


I've still got your face
Painted on my heart
Drawn upon my soul
Etched upon my memory, baby


And I've got your kiss
Still burning on my lips
The touch of your fingertips
This love so deep inside of me, baby


I've tried everything that I can
To get my heart to forget you
But it just can't seem to


I guess it's just no use
In every part of me
Is still a part of you


And I've still got your face
Painted on my heart
Drawn upon my soul
Etched upon my memory, baby


I've got your kiss
Still burning on my lips
The touch of her fingertips
This love so deep inside of me, baby


I've still got your face
Painted on my heart
Painted on my heart
Painted on my heart, oh baby


Something in your eyes keeps haunting me
I'm trying to escape you
And I know there ain't no way to
To chase you from my mind


I've still got your face
Painted on my heart
Drawn upon my soul
Etched upon my memory baby


I've got your kiss
Still burning on my lips
The touch of your fingertips
This love so deep inside of me, baby


I've still got your face
I've still got your face
Painted on my heart
Painted on my heart

Um comentário:

Luiza disse...

Fico lisongeada em ler essas palavras a respeito de uma pessoa que conheço tanto!hehhe..
Eh muito bom saber que algumas coisas simples tenham marcado tanto uma pessoa q considero...
obrigada pelas palavras e pelo texto!
bjoss