quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Retornando ao estaleiro...

Esta semana estou vivendo um momento interessante e por isso falarei dele abertamente sem deixar "subentendido" que estou citando um momento pessoal, como é fácil e claro de se perceber em postagens anteriores.

Um momento único que diria que se assemelha à este feito pela pérola da coroa de nossa frota. Nesta foto vemos o NAe A-12 São Paulo indo para a doca seca no Arsenal da Marinha do Rio de
Janeiro (AMRJ).

Sem dúvida que é muito importante para uma Marinha ter condições (estaleiros) capazes de receber seus mais diversos navios em uma doca seca para as mais diversas operações desde a manutenção, reparos, modernização ou até mesmo desativação.
Para uma pessoa também é de ampla e talvez até irrestrita importância possuir artifícios, ferramentas e condições de se "abrigar dentro de si" em busca de respostas, auto-conhecimento, meditação e até mesmo tomada de decisão ou "repensamentos".

Tudo parece muito profundo, denso e até mesmo "pseudo-intelectual", mas a analogia é simples. Assim como um navio, nós possuímos momentos em que precisamos parar, em que as peças estão desgastadas e precisam ser trocadas, reparadas, ou meramente necessitam de descanso, porém em nosso caso as possibilidades são físicas e psicológicas.

Irei me reduzir as possibilidades psicológicas.

Desta forma eu estou passando esta semana por um curioso processo de "consultoria de transição de carreira", acho que seria este o termo.
Esta consultoria nada mais está sendo do que um serviço prestado pela minha ex-empresa, para que eu possa me recolocar no mercado de trabalho o mais rápido possível e da melhor maneira possível.

Mercado de trabalho é um negócio altamente complexo, tanto quanto ou muito mais do que as diversas operações que uma marinha deve efetuar em alto mar, porém o fato é que após uma "demissão" o navio precisa de retornar ao estaleiro, e passar pela doca seca para se "aprimorar".

O ponto chave desta semana neste meu caminho de "aprimoramento" está sendo principalmente o meu auto-descobrimento, o fato de que estou tendo completa noção e consciência de uma série de pontos da minha pessoa que eu mesmo "desconhecia".
Na realidade estou passando a ver pontos positivos que eu possuía e não via, que já tinham se tornado tão "parte de mim" que começaram a passar desapercebidos quando que eu mesmo devo valorizá-los.

Estou tendo também a oportunidade de me repensar e repensar o mundo profissional à minha volta, meu relacionamento com ele e o que quero apartir deste momento.

Pode demorar assim com o A-12 São Paulo para que eu retorne ao mar, porém o fato é que assim com a Pérola na Coroa da Frota, eu poderei retornar muito melhor e poderei assumir em minha consciência o posto de principal belonave de combate de todo um hemisfério do planeta!

Um comentário:

Luiza disse...

Os humanos acreditam que se conhecem... apostam nas suas virtudes... mas na maioria das vezes desacreditam no poder que há neles.
Temos tantos sentimentos que misturam com os tormentos que não vemos a grandeza que há dentro de nós mesmos!
Fico feliz q vc tenha se conhecido mais... espero q tenha visto o grande homem que há em vc..q eu vejo... mas q as vezes acredito q vc naum sabe ou ainda naum descobriu!
Há um sol dentro de vc.. que ilumina praças e mais praças!!!
bjoss